• Rua Antonio Ricardo dos Santos, 299, Hauer, Curitiba, PR
  • (041) 99531-2501 | (41) 3081-0533
Rituais
Home \ Batismo
Batismo
No grego clássico, salvo raras exceções, a palavra baptizo tem o sentido de imergir ou submergir. A exemplo de Jesus Cristo, quando foi submerso por inteiro nas águas do Rio Jordão, diz-se que o ato simbolizou a "morte" do mesmo naquele momento. Quando ele voltou a superfície, foi como se ele tivesse renascido então, limpo de seus pecados e pronto para viver uma nova vida após aquele momento.
Na Umbanda o batismo significa exatamente o mesmo. Quando nossa cabeça é lavada, representa a submersão de Jesus Cristo, e estamos limpos a partir dali para uma nova vida, dentro dos princípios da nossa religião.

Por quê usamos a água para o batismo?
Exatamente para simbolizar as águas do rio onde Jesus foi batizado, para sua limpeza e purificação.

Por quê usamos o óleo?
Em teologia, diz-se que ele “imprime caráter”, ou seja, marca, sela para sempre; por isso, estes são sacramentos que não se repetem.

Por quê os padrinhos seguram velas?
A vela acesa que se entrega aos padrinhos lhes recorda e dá a capacidade para fazer que Pai Oxalá, que é a luz do mundo, ilumine o afilhado com a fé, por meio das palavras, do exemplo e da ajuda dos padrinhos.

Por quê utilizamos o sal?
Existem várias passagens bíblicas que mencionam o sal. Em todas as crenças religiosas ele é símbolo de purificação, proteção e afasta energias ruins e maus espíritos. No sermão da Montanha, Jesus diz aos apóstolos “vós sois o sal da terra”. Os Livros de Mateus e Marcos fazem alusão ao sal como dádiva da terra.
Na Biblia encontra-se o termo "aliança de sal" designando uma relação com Deus que não pode ser rompida (aliança perpétua de sal)-Números, 18,11; Crônicas, 13,5.